assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Doenças psicológicas causadas pela ansiedade excessiva

Publicado em 01 de Jun de 2015 por Marília Alencar | Comente!

A ansiedade excessiva desencadeia transtornos e doenças psicológicas mais graves, ao longo do tempo. Descubra quais são elas e fique atento



Texto Camila Cabreras/ Foto: Shutterstock / Adaptação: Marília Alencar

Entenda como a ansiedade excessiva pode causar outras doenças
Foto: Shutterstock 

A ansiedade excessiva tem múltiplas faces e pode acometer os indivíduos de diversas formas. Ao longo dos anos, se não tratada, pode ocasionar doenças psicológicas mais graves. Saiba quais são elas: 

TRANSTORNO OBSESSIVO COMPULSIVO (TOC)

O problema faz com que o paciente apresente um pensamento obsessivo, que gera uma crise de ansiedade que será aliviada por meio de um comportamento específico. Preocupar-se excessivamente com a sujeira, pisar em faixas da mesma cor, checar as fechaduras das portas diversas vezes, apresentar uma necessidade exagerada pela ordem ou medo de passar por determinados lugares, são alguns dos sintomas.

TRANSTORNO DE ANSIEDADE 

Generalizada também conhecida como tag. nesses casos, o paciente apresenta-se, em grande parte do tempo, ansioso. Ele é tomado por sintomas físicos e psíquicos quase constantes, como irritabilidade, dificuldade de concentração e depressão.

TRANSTORNO DO PÂNICO 

Esse distúrbio faz com que o paciente tenha ataques repetidos de medo intenso. entre os sintomas estão desconforto, sensação de morte iminente, perda de controle, falta de ar e formigamentos. As crises podem durar minutos, e leva a pessoa a um sofrimento contínuo. 

ESTRESSE PÓS-TRAUMÁTICO 

Ele acontece quando o paciente passa por uma situação de estresse muito grave. Com isso, ele desenvolve um medo de situações que, direta ou indiretamente, o façam lembrar do momento que lhe causou o trauma original. 

FOBIAS ESPECÍFICAS 

Essa ansiedade é gerada por eventos específicos, como a claustrofobia (medo de lugares fechados) e a agorafobia (medo de ter uma crise intensa de pânico). Existem diversos tipos de fobias, que podem ser adquiridas de forma espontânea ou por um estresse pós-traumático.

Revista VivaSaúde / Edição 135



COMENTE!