assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Cebola para combater inflamações

Publicado em 28 de Nov de 2014 por Clara Ribeiro | Comente!

Embora a ingestão desse bulbo seja denunciada pelo odor característico, a lista de suas propriedades funcionais começa por uma ação anti-inflamatória e vai muito além. Conheça seus benefícios



Texto: Marcela Carlini / Foto: Danilo Tanaka / Adaptação: Clara Ribeiro

Não há contraindicações para o consumo diário de cebola! Coma à vontade

Foto: Danilo Tanaka

Age contra gripes e resfriados
A cebola contém flavonoides (como quercetina e rutina), antioxidantes que melhoram as defesas do organismo, ajudando a evitar não apenas gripes e resfriados, mas infecções em geral, além de proteger as artérias do acúmulo de colesterol. O alimento também é rico em adenosina, uma substância que melhora o fluxo sanguíneo.

Combate fungos
Por ser microbicida – com ação semelhante à dos antibióticos –, destrói certos microrganismos, como os fungos causadores de micose. Outra vantagem é seu alto poder desinfetante anti-inflamatório e bactericida, que pode ser utilizado como antídoto em picadas de aranhas ou em furúnculos. Para isso, coloque uma rodela fina em uma xícara de água fervida, abafe e aplique o líquido na lesão.

Lágrimas e mais lágrimas!
A razão da choradeira é uma substância chamada sulfóxido de cisteína, que é lacrimogênea e volátil, ou seja, se dispersa facilmente no ar, em forma gasosa. Vale lembrar que o mau hálito é ocasionado por essa mesma substância, porém, se os dentes e a língua forem bem escovados após a ingestão do alimento, será possível amenizar bastante o odor.

Quando crua, possui alto valor nutricional
A cebola contém quercetina, rutina e outros antioxidantes importantes para manter as defesas do organismo, neutralizar os radicais livres e ajudar a prevenir o envelhecimento precoce. Quando consumida crua, é mais nutritiva, pois seus nutrientes não sofrerão alterações ocasionadas pelas altas temperaturas. Para não perder os benefícios, o ideal é preparar refogados ou outros pratos quentes e acrescentar a cebola depois de apagar o fogo.

Aposte na cebola roxa
A cebola roxa contém maiores concentrações de quercetina (antioxidante), que ajuda a diminuir as cólicas menstruais, e de inulina (fibrasolúvel), capaz de manter a microbiota intestinal saudável. Há também um benefício adicional: a presença das antocianinas, responsáveis pela coloração roxa, desempenha função antioxidante no organismo, prevenindo o envelhecimento precoce.

Cebola deve ser consumida todo dia
Não existe nenhuma contraindicação para a ingestão diária. A cebola ajuda a manter o coração saudável, reduz excessos de glicose no sangue – o que é útil para pessoas com diabetes, é anti-inflamatória (ajuda no emagrecimento, já que a obesidade é uma inflamação) e previne certos tipos de câncer. Segundo um estudo do Instituto de Pesquisa Farmacológica Mario Negri, em Milão, na Itália, o consumo de duas cebolas por semana é suficiente para combater em 56% o perigo de tumores na laringe, menos 43% nos ovários e 25% nos rins. Para quem come todos os dias, as chances de ter câncer colorretal são 56% menores e o de boca, 88%.

Revista VivaSaúde - Edição 139



COMENTE!