saude   / Todos contra o coronavírus!

A pedido da ONU, México doará doses da vacina contra COVID para países mais pobres

Um dos maiores pedidos da Organização das Nações Unidas é que haja um compartilhamento das vacinas com lugares mais emergentes

Viva Saúde Publicado segunda 18 janeiro, 2021

Um dos maiores pedidos da Organização das Nações Unidas é que haja um compartilhamento das vacinas com lugares mais emergentes
México - Pixabay

O presidente do México,  Andrés Manuel López Obrador, afirmou, em uma entrevista coletiva no último domingo, 17, que irá doar vacinas da COVID-19 para países mais emergentes.

Essa doação foi um pedido especial da ONU, a Organização das Nações Unidas, que vem cobrando as principais economias do mundo a doarem as vacinas "excedentes" para Estados em situação mais precária.

+++LEIA MAIS: China coloca 3 milhões de pessoas em lockdown para evitar novo surto

Vale lembrar que alguns países, como Estados Unidos, México e Reino Unido adquiriram muitas doses ao mesmo tempo, o que foi alvo de críticas da ONU, já que poderia haver uma "monopolização" da vacina, deixando outros países à deriva.

O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, lamentou nesta sexta-feira, 15, o "fracasso da solidariedade" diante da vacinação, por conta justamente desse episódio das compras excessivas de doses.

Em dezembro, o México comprara da Pfizer cerca de 34,4 milhões de doses, o que poderia vacinar mais de 17 milhões de pessoas.

Apesar de ter anunciado a doação, Obrador não revelou a quantidade de doses que serão entregues para os Estados mais emergentes.

Último acesso: 26 Feb 2021 - 06:05:19 (1340).