saude   / Prisão de ventre

Fique atento: Laxantes tornam o intestino ainda mais preguiçoso? Especialista responde!

A maioria dos casos de intestino preso estão relacionados com maus habitos; Leia

VIVA SAÚDE Publicado sexta 16 outubro, 2020

A maioria dos casos de intestino preso estão relacionados com maus habitos; Leia
Fique atento: Laxantes tornam o intestino ainda mais preguiçoso? - Freepik

Toda semana, a história se repete. Cansado de lutar contra o intestino preso, você acaba apelando aos laxantes como uma solução prática contra o problema, não é mesmo?

Tem gente, inclusive, que recorre aos medicamentos antes mesmo que a prisão de ventre se instale, a fim de regular o "reloginho" intestinal!

Os laxantes são remédios que estimulam as contrações intestinais, favorecendo a eliminação das fezes e combatendo temporariamente o intestino preso, mas eles podem ser perigosos. Em excesso, esse medicamento pode causar por exemplo, problemas cardíacos ou renais devido à eliminação de eletróticos importantes, como cálcio, além de vitaminas e nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo.

 

+++ VEJA TAMBÉM: Probióticos podem combater do mau hálito ao câncer

+++ VEJA TAMBÉM: Pistache ajuda a emagrecer, regula o intestino e atua contra a diabetes; Veja mais benefícios

 

Além disso, é importante saber que o primeiro passo para colocar tudo nos eixos é limpar sua cabeça de raciocínios prontos. "Ir ao banheiro diariamente é uma regra que não se aplica a todo mundo, já que cada organismo apresenta um andamento diferente", disse o gastroenterologista Roberto de Carvalho Filho para o Portal Minha Vida.

O intervalo para eliminação das fezes pode variar de três vezes por dia a três vezes na semana e todos são considerados normais. "Mas fugir disso não indica algum tipo de doença intestinal", garantiu Roberto.

Isso porque, além da frequência, o diagnóstico de um problema intestinal é feito a partir de outros sintomas, como dor e distensão abdominal, esforço excessivo durante a eliminação das fezes, sangramento e sensação de insatisfação.

Também, o especialista afirmou que 90% dos casos de prisão de ventre são considerados constipações funcionais. Isso significa que eles não estão relacionados a nenhum tipo de distúrbio orgânico, mas a maus hábitos.

E, o uso de laxantes constantemente não é indicado pois pode provocar dependência física e psicológica. Por isso é errado pensar neles como medida preventiva. Eles não servem para educar seu intestino, e sim para os casos em que a prisão de ventre já está incomodando. "O paciente precisa entender que os laxantes servem como um tipo de tratamento inicial", alertou o gastro. Ao colocar mais fibras e líquidos na alimentação, é possível regular o intestino naturalmente, uma mudança que vem aos poucos, e não da noite para o dia.

Assim, é importante sempre consultar um médico caso não haja melhora da constipação e seus sintomas.

Último acesso: 24 Oct 2020 - 03:56:03 (576).