assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Natação em qualquer idade

Publicado em 20 de Apr de 2014 por Ana Paula Ferreira | Comente!

O esporte aquático pode ser praticado em qualquer idade e traz benefícios para a saúde do corpo e da mente



Texto: Nathalie Ayres / Foto: Shutterstock / Adaptação: Ana Paula Ferreira

A natação traz diversos benefícios a saúde, entre eles condicionamento cardiovascular,

equilíbrio e melhora na musculatura. Foto: Shutterstock

Quando Dorothy Herrmann tinha 54 anos, começou a apresentar uma leve artrose no joelho. A receita de sua médica foi simples: natação! Hoje, com 71 anos, ela é pura disposição: “Eu ando o dia todo e não me canso, estou sempre pronta pra outra”, conta orgulhosa.  Nos últimos 16 anos, a doença só voltou a dar as caras recentemente, e a dona de casa continua combatendo-a com musculação, aliada às já tradicionais braçadas.

O motivo para a médica de Dorothy indicar a natação para a artrose se deve à diferença de meio. “O principal benefício de esportes feitos na água é a diminuição do impacto nas articulações”, explica Omar Jaluul, geriatra do Hospital das Clínicas e presidente da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SP).

A densidade da água dá a falsa impressão de facilidade dos movimentos, pois a sentimos passando por nós, mas, na verdade, o exercício é mais intenso. “Há um aumento da resistência contra os movimentos, que obriga a pessoa a se esforçar mais que o normal para se locomover, e possibilita um exercício maior”, ensina André Carvalho, educador físico, professor de natação da 4?t Academia e técnico da equipe de nado da Atlética da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP).

Benefícios para o corpo

Uma pesquisa feita na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), com idosas nadadoras e praticantes de outros esportes, apontou um aumento na percepção do tônus muscular naquelas que praticavam a natação. Para as pesquisadoras, isso se deve à resistência da água, que faz com que as pessoas tenham maior consciência do próprio corpo. Nadar traz uma série de benefícios ao praticante. “Ajuda em diversos aspectos, como no condicionamento cardiovascular, no equilíbrio e na musculatura, por ser um tipo de exercício que necessita de diversos grupos musculares”, enumera Jaluul.

A atividade costuma trabalhar braços, pernas, cabeça, tronco e quadril, tudo ao mesmo tempo. A modalidade peito ainda trás mais benefícios: “Por estabelecer uma postura e mecânica diferentes, ela exige mais da parte anterior da coxa e dos glúteos, além do peitoral e bíceps”, aponta Carvalho.

A atividade física regular também favorece o sistema cardiovascular, aumentando a circulação, já que os músculos requerem um maior ?uxo de oxigênio para o exercício, e fortalece também o coração. Além disso, a prática de esportes colabora com a saúde dos pulmões.

Um estudo feito pela equipe do Departamento de Medicina Física e Reabilitação do Hospital Memorial Chang Gung (Taiwan) mostra que praticantes assíduos da natação, especialmente os idosos, apresentam melhor coordenação motora do que outros esportistas. Os nadadores têm maior equilíbrio — principalmente na movimentação dos tornozelos para manutenção da postura — e melhor tempo e mira para atingir alvos em relação ao grupo de controle que praticava outros tipos de esportes.

Mas o geriatra Jaluul ressalta a importância de aliar a natação, típica atividade aeróbica, a outros tipos de exercícios anaeróbicos, como a musculação. Até porque a natação não é o exercício mais indicado para quem tem osteoporose, por exemplo. Ela pode ser feita por esse grupo de pessoas, mas aliada a uma caminhada, por exemplo, para fortalecer o esqueleto. Além disso, pessoas alérgicas a cloro ou a outros químicos da piscina devem evitá-la, a não ser que procurem locais que utilizem tratamentos alternativos.

Porém pessoas mais velhas não precisam se preocupar com uma modi?cação especí?ca do exercício para sua idade. “Partirmos do princípio de que para qualquer indivíduo precisamos adaptar as cargas da atividade; se for um idoso mal condicionado, nós iremos moldá-las do mesmo modo que faríamos se fosse um adolescente nessas condições”, esclarece André Carvalho. Por isso, ao decidir nadar, não adianta apenas procurar a piscina mais próxima. É importante fazer o exercício em alguma academia ou clube, com supervisão de um pro?ssional e a avaliação física antes do exercício, que é a mesma para qualquer tipo de esporte e vai determinar os limites iniciais de cada praticante.

 

 

 



COMENTE!