assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Os benefícios da ioga

Publicado em 21 de May de 2013 por Ana Paula Ferreira | Comente!

Posturas, técnicas respiratórias, meditação ou relaxamento são as estratégias da prática que se encontra entre as dez terapias mais utilizadas em todo o mundo. Conheça os benefícios da ioga



Texto: Cristina Almeida / Foto: Shutterstock / Adaptação: Ana Paula Ferreira

A prática regular de ioga aumenta a sensação de bem-estar, combate o estresse, reduz a

pressão arterial e sanguínea, melhora a capacidade respiratória, relaxa músculos e auxilia no

controle da ansiedade, depressão e insônia. Foto: Shutterstock

Ao longo de sua história, o objetivo dos praticantes era materializar o signi?cado da palavra sânscrita yuj, isto é, união com Deus, ou juntar o que está disperso. Hoje, a ioga é considerada uma terapia complementar do tipo mente/corpo e combina posturas, técnicas respiratórias, meditação ou relaxamento.

A ?nalidade é promover equilíbrio físico, mental, psíquico e espiritual. “A Hatha Yoga é tão popular porque atende às demandas do homem moderno, cujo estilo de vida esgota o sistema nervoso, especialmente o simpático. Todos vivem em estado de agitação permanente. Não há tempo para o reequilíbrio. Essa prática é a oportunidade de juntar o esforço (esgotado ou não) com o não esforço (relaxamento e tonicidade). O resultado é o rejuvenescimento e o equilíbrio”, explica Amândio Albertino Figueiredo, presidente da Federação Portuguesa de Yoga.

Como funciona?

Ainda não se compreende exatamente como isso é possível, mas sabe-se que a ioga proporciona controle do estresse e maior consciência física e mental. Assim como a mente in?uencia o corpo, acredita-se que o corpo in?uencia a mente. A condição primeira da ioga é permitir ao praticante conhecer seu estado de saúde. A partir daí, cada um evoluirá para a boa saúde, ou a manterá. O ponto mais importante é o fortalecimento da imunidade. E é aqui que a ioga é rainha. A proposta de boa saúde da ioga parte do corpo, que é estimulado por meio de exercícios de alongamento, onde se permanece numa posição de relaxamento de esforço por período determinado de tempo. Alcançado o aprimoramento físico, inicia-se o trabalho respiratório, mais importante via de ligação com as emoções. É assim que o Hatha Yoga entende ser possível atingir um estado calmo da mente: interferência na postura, tônus muscular e padrão respiratório. O próximo passo é a meditação.

Os cientistas garantem

A prática regular aumenta a sensação de bem-estar, combate o estresse, reduz a pressão arterial e sanguínea, melhora a capacidade respiratória, relaxa músculos, auxilia no controle da ansiedade, depressão e insônia, além de aprimorar a ?exibilidade e forças físicas, bem como os níveis da química cerebral e sanguínea. Se pensarmos que grande parte das doenças possuem fundo emocional, concluiremos que o ato do relaxamento pode ser altamente bené?co para a saúde em geral.

5 motivos para praticar ioga

1. Existem várias escolas que combinam os seguintes princípios: yama (comportamento moral), niyama (hábitos saudáveis), asana (posturas físicas), pranayama (exercícios respiratórios), pratyahara (sensação de desligamento), dharana (concentração), dhyana (contemplação) e samadhi (consciência elevada). Você pode experimentar até encontrar aquela que ofereça bem-estar.

2. Segundo dados do Instituto Nacional de Saúde americano (NIH), mais de 13 milhões de pessoas praticaram ioga em 2006. No período entre 2002 e 2007, a busca por ela teve um aumento de 1%, inclusive entre as crianças, que somam 1,5 milhão de praticantes.

3. Qualquer pessoa pode fazer ioga, e quanto mais cedo começar, melhor. Mas há um pré-requisito para o qual os especialistas chamam a atenção: disciplina. Mesmo que não seja possível fazê-lo por uma hora diariamente, dedicar-se a ela por 15 minutos todos os dias é melhor do que 1 hora duas vezes por semana.

4. De acordo com o empenho do praticante, os primeiros resultados se observam no corpo: diminuição de dores nas costas; melhora da postura; melhora do sono; menor irritação e tolerância.

5. Postura, relaxamento e um estado meditativo são fatores que não possuem contraindicações na prática segura da ioga.

Revista VivaSaúde edição 97



COMENTE!