assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Sinais de que você deve se hidratar mais

Publicado em 04 de Jun de 2015 por Clara Ribeiro | Comente!

Nem sempre a quantidade do líquido que ingerimos é suficiente para o bom funcionamento do organismo. Saiba quando se hidratar mais



Texto: Priscila Pegatin / Ilustração: Shutterstock / Adaptação: Clara Ribeiro

Conheça os sintomas da desitratação!

Ilustração: Shutterstock

Xixi escuro
Um dos primeiros sintomas de que a água que você bebe não é suficiente aparece quando as idas ao banheiro diminuem e o xixi sai amarelo escuro ou marrom. A água, nessa situação, tem a função de ajudar no transporte dos resíduos para fora do corpo, e sem ela a urina passa a ficar concentrada.

Cansaço
O nível modesto de desidratação, como 2% da massa corporal, pode resultar na diminuição de 20% no desempenho físico, em climas temperados. Com isso, um corpo sem água sente fadiga. Dor de cabeça de leve a moderada, acompanhada de um dos demais sintomas também é indício de que a ingestão do líquido é insuficiente. A desidratação está relacionada ainda a infecções, febre, diarreia ou urina em excesso, este último fator geralmente é associado ao diabetes.

Pele seca
Se a aplicação de hidratante não é suficiente para deixar a pele macia, beba mais água. Os cremes agem na superfície, enquanto o líquido age na derme. O corpo humano compõe-se de 60% a 70% de água, distribuídos em todos os órgãos.

Dor muscular
Estudos atribuem a responsabilidade de 60% das dores inespecíficas à desidratação. Um exemplo é a hérnia de disco. Conforme o corpo perde água, os discos que servem de amortecedores entre as vértebras diminuem, perdendo sua eficiência. O resultado causa forte desconforto nas costas.

Vertigem
O transporte de oxigênio pelo sangue precisa do líquido para exercer sua função de forma adequada. Caso isso não ocorra, a produção de sangue, que é composta por 81% de água, é diminuída. Cuidado: a vertigem, além da desidratação, pode decorrer do uso de medicamento ou sonolência.

Sede
Apesar de óbvio, muitas pessoas ignoram esse sinal. E sede é sinônimo de falta de água. Outras bebidas podem refrescar, mas não substituem a necessidade de água. Em casos graves, a desidratação evolui para a queda da pressão arterial, perda de consciência e convulsão. Mantenha-se hidratado.

FONTE: Mohamad Barakat, endocrinologista (SP), e Cintya Bassi, nutricionista do Hospital e Maternidade São Cristóvão (SP). 

Revista VivaSaúde - Edição 145



COMENTE!