assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Cuidados com a pele morena

Publicado em 29 de May de 2014 por Leticia Maciel | Comente!

Contém maior quantidade de melanina que a pele branca, e é mais oleosa no rosto e seca no corpo. Veja quais são os cuidados necessários para evitar doenças na pele morena



Texto: Carol Nogueira/ Foto: Shutterstock/ Adaptação: Lertícia Maciel

A pele morena contém maior quantidade de melanina que a pele branca, e é mais oleosa
no rosto e seca no corpo
Foto: Shutterstock

Pontos brancos na pele

O problema: A pitiríase alba causa manchas brancas nas áreas mais ressecadas do corpo, o que pode ser agravado com o frio.
Prevenção: Evitar banhos quentes e buchas vegetais, que podem piorar o aspecto das manchas, além de, é claro, manter a pele hidratada.
Tratamento: Dependendo do caso, basta tomar os cuidados preventivos que as manchas não voltam a aparecer. Caso a doença persista e as manchas se tornem muito grandes, o dermatologista pode utilizar fórmulas com ácidos ou peelings químicos.

Acne

O problema: Geralmente, as peles morenas e negras têm aumento da secreção de sebo pelas glândulas sebáceas e tendência a ter poros entupidos, processo que os dermatologistas chamam de distúrbio da queratinização folicular.
Prevenção: É preciso investigar as causas, mas, normalmente, a acne leve pode ser evitada com alguns cuidados de higiene da pele e com fórmulas indicadas pelo dermatologista.
Tratamento: O medicamento mais utilizado é a isotretinoína oral (Roacutan®), que demora entre três e quatro meses para surtir efeito. No entanto, o remédio não deve ser utilizado por mais de seis meses, pois há grande risco de causar prejuízos ao fígado.

Melasma

O problema: Esse tipo de pele tem maior incidência de manchas, pois, mesmo após uma exposição solar não exagerada, produz grande quantidade de melanina, causando melasmas, que aparecem na face, principalmente nas bochechas, testa, nariz e buço, e possuem uma cor acastanhada.
Prevenção: É essencial evitar a exposição solar, o principal fator desencadeante. Fatores hormonais, genéticos e raciais também influenciam o aparecimento das manchas. Também é importante não cutucar nem espremer espinhas ou pelos encravados.
Tratamento: Fórmulas clareadoras com ácidos, hidroquinonas, peelings químicos e lasers podem suavizar essas manchas.

Revista VivaSaúde Edição 78



COMENTE!