assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Dê adeus à azia

Publicado em 18 de Apr de 2013 por Ana Paula Ferreira | Comente!

Livre-se de vez da azia com dicas de mudanças na alimentação e na forma como faz suas refeições



Texto: Leonardo Valle / Foto: Shutterstock / Adaptação: Ana Paula Ferreira

Evite líquidos durante as refeições: seu excesso misturado aos alimentos ingeridos durante

a alimentação pode distender o estômago, prejudicando a digestão e provocando uma

sensação de empachamento e azia. Foto: Shutterstock

Sentir queimação geralmente é um alerta de que a acidez do estômago está re?uindo em direção ao esôfago. A boa nova é que mudanças na alimentação e na forma como as refeições são realizadas podem ajudar a controlar o problema. Veja algumas dicas e dê adeus à azia:

Comer a cada três horas

Consumir pequenas quantidades de alimento em intervalos menores proporciona outros benefícios além de acelerar o metabolismo. O jejum prolongado faz com que o ácido clorídrico produzido pelo estômago — que seria usado na digestão — passe a agir sobre as mucosas do aparelho digestório. Isso provoca desconforto gástrico e a sensação de queimação. Sendo assim, o ideal é fazer pelo menos seis refeições ao longo do dia: café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e ceia.

Calma para mastigar

Engolir os alimentos sem que eles tenham sido triturados pelos dentes faz com que grandes blocos de comida cheguem ao estômago. Isso exige uma maior produção de suco gástrico para realizar a digestão, além de aumentar o tempo que esses alimentos permanecem no interior do órgão. Para evitar a má digestão, procure relaxar durante 20 minutos antes de começar uma refeição. Deixe os talheres descansando sobre o prato quando ainda estiver mastigando. Isso evita que você dê novas garfadas antes de o alimento que está na boca ser triturado.

Evite:

Consumir gordura

Não é à toa que carnes, frituras e a?ns são considerados “comidas pesadas”. Eles literalmente exercem pressão sobre o estômago, promovendo o re?uxo do ácido para o esôfago. Sendo assim, a palavra de ordem é evitar pratos gordurosos (como a brasileiríssima feijoada), doces com cremes e coberturas, além de alimentos fritos em óleo comestível. Vale ainda consumir com moderação frutas e outras iguarias fontes de gordura boa, como coco, abacate, açaí e azeite de oliva.

Consumir líquidos durante as refeições diárias

O excesso de líquido misturado aos alimentos ingeridos durante a alimentação pode distender o estômago, prejudicando a digestão e provocando uma sensação de empachamento e azia. Os líquidos, além disso, também pressionam o esfíncter e estimulam quadros de re?uxo. Para evitar o problema, o ideal, se sentir necessidade, é consumir qualquer tipo de bebida meia hora antes ou meia hora depois das refeições.

Deitar após as refeições

A famosa “siesta” logo após o almoço pode dar uma forcinha para o aparecimento da azia. O motivo é uma questão de gravidade: deitar após comer ajuda o conteúdo consumido a re?uir de volta para o esôfago. Ao retornar, o ácido gástrico irrita as mucosas do aparelho digestório e provoca a desagradável sensação de queimação. Para evitar o problema, consuma ainda alimentos leves durante a ceia.




COMENTE!