assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Entenda como as aftas surgem

Publicado em 01 de Apr de 2013 por Ana Paula Ferreira | Comente!

As aftas são comuns em adultos e surgem por causa de um pequeno traumatisco na região, reações alérgicas ou podem ser a manifestação de alguma doença



Texto: Samantha Cerquetani / Ilustração: Amanda Matsuda / Adaptação: Ana Paula Ferreira

Para impedir o aparecimento das aftas, o melhor a fazer é manter uma higiene oral adequada,

utilizando antissépticos bucais. Ilustração: Amanda Matsuda

O que é?

As aftas são lesões ulceradas que surgem na boca, gengiva e língua. Podem acontecer apenas uma vez ou ser recorrentes. Raramente surgem em crianças e são frequentes em adultos jovens. Cerca de 10% da população possui aftas, e elas acometem mais as mulheres por causa de fatores hormonais. Existem três tipos: a afta traumática, que ocorre em pessoas que usam aparelho ou prótese dentária mal ajustada e sofrem algum traumatismo na hora da alimentação; a afta alérgica, que surge após uma alergia alimentar ou é uma reação a algum medicamento; e há também aquelas que são manifestações de doenças sistêmicas. A cicatrização não leva mais de duas semanas e geralmente não deixam marcas.

 

Como ela aparece

Surge uma mancha vermelha que em pouco tempo evolui para uma ferida arredondada , recoberta por uma membrana esbranquiçada, amarelada ou acinzentada. Quando a dor diminui, está ocorrendo a cicatrização que leva no máximo duas semanas.

 

Sintomas

Apesar de pequenas, as aftas são dolorosas, provocam ardências e deixam a área avermelhada. Quando ocorre a ulceração, podem aparecer in?amações com bolhas. Por estarem em uma área muito delicada, seu rompimento ocasiona bastante desconforto, o que piora quando o indivíduo ingere alimentos quentes e picantes ou a língua encosta levemente na ferida. Em casos graves, surge a febre, in?amação dos gânglios do pescoço e uma sensação geral de mal-estar. Se o problema for frequente, procure um médico.

 

Diagnóstico

Ele é feito por meio de um exame minucioso da cavidade oral, onde se observam o aspecto, diâmetro e a localização das lesões. Às vezes, é necessário raspar a afta para veri?car se há a presença de bactérias, vírus ou fungos, e até mesmo realizar uma biópsia para afastar outro tipo de doença.

 

Prevenção

Para impedir o aparecimento das aftas, o melhor a fazer é manter uma higiene oral adequada, utilizando antissépticos bucais. Também é importante mastigar corretamente os alimentos para evitar as lesões. Recomenda-se consumir vitaminas que sejam capazes de melhorar a imunidade e não abusar de alimentos que causem as aftas, como frutas cítricas, por exemplo. Manter uma atividade física e controlar o estresse também é importante, pois as aftas podem ter como causa problemas emocionais.

 

Tratamento

O objetivo é aliviar as dores e acelerar a cicatrização das aftas. Antissépticos bucais são recomendados para eliminar as bactérias e os anestésicos para diminuir a ardência. Se necessário, os antibióticos também podem ser receitados pelo médico. Além disso, é preciso fazer as refeições com alimentos leves, evitando os picantes, ácidos e quentes.



COMENTE!