assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Entenda tudo sobre o Melanoma

Publicado em 23 de Apr de 2013 por Ana Paula Ferreira | Comente!

O melanoma é o tipo de câncer de pele com maior taxa de mortalidade. Entenda tudo sobre a doença



Texto: Fernanda Emmerick / Foto: Shutterstock / Adaptação: Ana Paula Ferreira

O melanoma surge como uma pinta que muda de cor, coça e se transforma em um incômodo.

Quando o ferimento aparece na pele, principalmente em áreas muito expostas ao sol, e dura

mais de 15 dias, o dermatologista deve ser consultado. Foto: Shutterstock

Caracterizado pelo aumento e escurecimento de pintas, o melanoma é o tipo de câncer de pele com maior taxa de mortalidade. Porém, quando livre da metástase, pode ter cura se for diagnosticado cedo. Entenda abaixo tudo sobre o melanoma:

O que é?

Comum em pessoas com histórico familiar ou de pele clara e com muitas sardas, o melanoma aparece quando os melanócitos (células que dão cor à pele) escurecem com o bronzeamento prolongado e repartem-se dando origem à neoplasia, ou seja, a um tecido recém-formado. Embora possua alta taxa de mortalidade, sua incidência é baixa; cerca de 3% de todos os cânceres de pele diagnosticados.

Sintomas

Surge como uma pinta que muda de cor, coça e se transforma em um incômodo. Quando o ferimento aparece na pele, principalmente em áreas muito expostas ao sol, e dura mais de 15 dias, o dermatologista deve ser consultado. A maioria das pessoas pode já possuir uma pinta desde o nascimento e com o passar do tempo ela pode se converter em câncer. Além disso, aparece a partir da pele normal ou de uma lesão pigmentada e é seguida de coceira, dor, descamação e sangramento. São mais graves quando presentes nas palmas das mãos, solas dos pés e genitálias.

Diagnóstico

 O exame clínico é o mais indicado para veri?car se houve penetração do câncer, tanto na pele como nos tecidos subcutâneos. Pode ser elaborado por meio da dermatoscopia, análise feita com um aparelho de lente especial para enxergar a epiderme, ou da biópsia, que é o procedimento no qual se corta uma amostra do tecido para posterior análise em laboratório.

Tratamento

Os métodos para tratá-la têm como ?nalidade aliviar os sintomas. Para isso, o tratamento é basicamente cirúrgico para retirada da porção de pele afetada. A radioterapia e a quimioterapia também podem ser empregadas dependendo do estágio no qual o câncer se encontra. Quando há metástase, na maioria das vezes, ainda não existe cura.

Prevenção pela vida toda!

A melhor forma de prevenir é evitar o sol, principalmente das 10h às 16h, além de utilizar óculos escuros, guarda-sol, chapéu e fator de proteção solar igual ou superior a 30. Ele deve ser aplicado nas áreas mais visíveis, sobretudo no rosto, meia hora antes da exposição e reaplicado a cada duas horas ou a cada mergulho. Seu uso não é importante somente na praia, mas diariamente. Visite um dermatologista e peça o mais indicado para sua pele!




COMENTE!