assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Países já estudam a nutrigenômica

Publicado em 07 de Jan de 2015 por Marília Alencar | Comente!

Países da Europa e EUA já estudam a nutrigenômica. Saiba mais



Texto Ivan Alves/ Foto: Shutterstock/ Adaptação: Marília Alencar 

Nutrigenômica
(Foto: Shutterstock)

Nos EUA, em alguns países da Europa, na Austrália e no Canadá, as pesquisas em nutrigenômica estão avançadas. Nessas nações, alguns pacientes com predisposição genética já seguem dietas específicas para agirem sobre os genes que predispõem ao desenvolvimento de doenças cardiovasculares, diabetes do tipo 2 e alguns tipos de câncer. Em outubro de 2006, a Food and Drug Administration (FDA), nos EUA, criou a uma divisão especial para as pesquisas na área.

“Este evento representou um marco para a áreade nutrigenômica, considerando que o governo norte-americano não somente reconhece a importância da personalização, mas, também, porque inclui esse tipo de nutrição como uma medicina. No Brasil, a comunidade científica ainda não recebe verbas suficientes para patrocinar as pesquisas necessárias para o desenvolvimentodesta ciência. Assim, no país, os estudos que realmente tratam de nutrigenômica consistem de poucos e pequenos projetos, ainda sem resultados significativos”, revela Lucia Regina Ribeiro.

 

Revista VivaSaúde / Edição 82



COMENTE!