assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Primeira vacina da dengue

Publicado em 07 de Mar de 2016 por Kelly Miyazato | Comente!

Evitar a disseminação do Aedes aegypti, o mosquito transmissor da doença, é essencial, mas a imunização pode fazer da epidemia história do passado. Saiba mais sobre a primeira vacina da dengue



 

Fique por dentro sobre a primeira
vacina da dengue

O primeiro semestre de 2015 foi marcado por mais uma epidemia de dengue. No início de maio foi constatado que, a cada 12 segundos, um novo caso da doença era registrado no Brasil. Mas já existe uma boa notícia: a primeira vacina contra a doença foi lançada pelo laboratório Sanofi Pasteur. Ela é tetravalente, ou seja, protege contra os quatro sorotipos do vírus da doença. Sheila Homsani, diretora médica da farmacêutica, conta que a imunização é indicada a pré-adolescentes, adolescentes e adultos, entre 9 e 45 anos de idade. A especialista ressalta que mesmo que a eficácia contra os quatro sorotipos seja de apenas 66%, a vacina diminui em 80% os casos de hospitalização e reduz em 93% as chances de casos graves, como a dengue hemorrágica. O que acontece é que, segundo a infectologista Lígia Pierrotti,do Delboni Medicina Diagnóstica (SP), a vacina apresenta algumas dificuldades: “pela forma que ela foi elaborada, a eficácia é menor. Sem contar que a faixa etária que pode ser imunizada é muito limitada”.

  • Afasta só a dengue!!!

A vacina é uma proteção apenas contra a dengue. O zika vírus e a chikungunya ainda podem agir por meio da picada do Aedes aegypti. Portanto, manter-se distante do mosquito é uma medida prudente.

  • Como foi feita 

Após 20 anos de pesquisa, 25 estudos clínicos e mais de 40 mil participantes de diferentes idades, em 15 países, chegaram ao resultado atual. Os pesquisadores utilizaram como base a vacina da febre amarela. “Nós tiramos uma parte dela que é aquela que forma defesas específicas contra a febre amarela”, diz a médica Sheila Homsani. Depois dessa prática, foram inseridos os sorotipos dos vírus da dengue. É assim que o organismo identifica as células e se defende.

Até o fechamento desta edição, a vacina tetravalente ainda não tinha valor definido. O Instituto Butantan e outros laboratórios prosseguem testando novas opções de vacina contra a doença, buscando maior eficácia comparada à já existente.

 

*Por Letícia Ronche e Priscila Pegatin | Fonte: Talita Poli Biason, Pediatra (SP) | Foto Shutterstock | Adaptação Kelly Miyazzato.

 


Revista VivaSaúde | Ed. 154

Assine já e garanta 6 meses grátis de outro título