assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Queda de cabelo

Publicado em 06 de Mar de 2013 por Leticia Maciel | Comente!

Temido por homens e mulheres e conhecido pelos médicos como alopecia, ele pode ter sua origem em doenças sistêmicas, fármacos e transtornos psiquiátricos



Texto: Diego Benine/ Foto: Divulgação/ Adaptação: Letícia Maciel.

A alopecia pode acometer homens e mulheres como sintomas de doenças como
hipertireoidismo e depressão. Foto: Divulgação.

Surgiu após um tratamento medicamentoso

Há muitos remédios que causam o sintoma. Entre eles os ansiolíticos, os anticonvulsivos e drogas que controlam o colesterol. Porém, desconhece-se seu mecanismo. A exceção é a isotretinoína, usada para a acne: à base de vitaminaA, ela atrofia a glândula sebácea, o que resseca a pele e afeta os cabelos.

Veio acompanhado de perda de peso

Pode ser um caso de hipertireoidismo, distúrbio que leva a glândula tireoide a produzir uma quantidade excessiva do hormônio tireoideo. Como a substância está ligada ao equilíbrio do corpo, a doença provoca alterações na pele e nos vasos capilares, além de diminuição do apetite e fraqueza.

Veio acompanhado de perda de peso

Pode ser um caso de hipertireoidismo, distúrbio que leva a glândula tireoide a produzir uma quantidade excessiva do hormônio tireoideo. Como a substância está ligada ao equilíbrio do corpo, a doença provoca alterações na pele e nos vasos capilares, além de diminuição do apetite e fraqueza.

Apareceu após a gestação

Durante a gravidez, os hormônios femininos aumentam e ajudam a sustentar o corpo da mulher (para formar o bebê, ela precisa dividir os nutrientes com ele). Ao final desse período, a taxa de hormônios volta ao normal, fazendo com que a mamãe perca esse reforço.

Começou depois de uman cirurgia bariátrica

Após o procedimento, o paciente pode vir a sofrer de síndrome disabsortiva: ele passa a comer menos e a absorver os nutrientes de maneira inadequada. Como os cabelos são revestidos de substâncias encontradas nos alimentos (cobre, zinco, ferro e vitamina B12), o indivíduo tem dificuldade de sintetizá-los.

Meu vício é arrancar os fios sem pensar

É muito provável que você esteja sofrendo de tricotilomania. Essa compulsão, muitas vezes, está associada à depressão, ao estresse e a outros transtornos psiquiátricos. A pessoa descarrega suas frustrações puxando os fios de cabelo. No entanto, não os rranca pela raiz, limitando-se a provocar falhas em algumas regiões.