assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Vacina da gripe: tomar ou não tomar?

Publicado em 21 de Jun de 2018 por Redação | Comente!

Fizemos um levantamento das principais fake news sobre o assunto e iremos tirar todas as dúvidas sobre o assunto



Vacina da gripe

A adesão da vacina da gripe, de acordo com o Ministério da Saúde, está baixa. Os números indicam que 9,5 milhões de pessoas ainda não tomaram a vacina. Um dos motivos que pode estar gerando esse cenário são as famosas fake news sobre a vacina da gripe.

A vacina contra gripe, desenvolvida para salvar vidas e proteger contra a doença, é constantemente alvo de boatos, amplamente divulgados em portais, redes sociais e aplicativos de conversas.

Veja abaixo as principais afirmações falsas sobre a vacina da gripe:

Ao tomar a vacina ficarei com gripe

NÃO! A vacina contra a gripe é produzida a partir do vírus inativado, ou seja, morto e fracionado e, por isso, não é capaz de causar a gripe em quem toma a injeção. “O vírus presente no imunizante é suficiente apenas para te levar a produzir anticorpos contra a doença e não para causar a doença em si”, explica Ana Paula Flora, Gerente Médica da Sanofi Pasteur.  

Não é necessário tomar a vacina da gripe todo ano

Mito! O vírus da gripe muda todos os anos e para se proteger é necessário que a vacinação também seja atualizada. Além disso, os anticorpos que produzimos não se mantêm em níveis protetores além de um ano, o que reforça a importância da vacinação anual.

A vacina contra gripe pode matar!

NÃO! As vacinas contra gripe, bem como todas as vacinas aprovadas no Brasil, passam por um amplo programa de desenvolvimento clínico que incluí diversos estudos de segurança posteriormente aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A vacina é segura, o perigo é a doença. 

Crianças não podem tomar a vacina contra gripe

Elas devem! A vacina da gripe é indicada a partir dos seis meses de idade. A vacina não deve ser administrada apenas em bebês menores de seis meses e pessoas com reação alérgica grave às proteínas do ovo. Em pessoas com febre e infecção aguda, a vacinação deve ser postergada até a recuperação.

A vacina não protege contra gripe

MITO! A efetividade da vacina contra a gripe (ou sua capacidade de prevenir a doença e suas complicações) pode variar, em média, entre 50 e 72% entre as temporadas. Também pode mudar dependendo da pessoa que recebe a vacina, de acordo com sua idade e estado de saúde e conforme a semelhança ou “compatibilidade” entre os vírus incluídos na vacina e aqueles disseminados na comunidade.

A campanha de vacinação da gripe vai até sexta-feira (22/06). Veja abaixo quem deve tomar a vacina:

  • Gestantes;
  • Crianças entre 6 meses e cinco anos;
  • Idosos a partir de 60 anos;
  • Portadores de doenças crônicas;
  • Professores da rede pública e privada;
  • Profissionais de saúde;
  • Mulheres com parto recente (com até 45 dias);
  • Povos indígenas;

 

*Por Isis Fonseca | Fonte Ana Paula Flora, Gerente Médica da Sanofi Pasteur | Foto Shutterstock.

 

Garanta sua Revista VivaSaúde Ed. 180

Assine já e garanta 6 meses grátis de outro título

 

 

 

 

 

 

 





COMENTE!