assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Como os recém-nascidos e bebês enxergam

Publicado em 08 de May de 2015 por Clara Ribeiro | Comente!

Além da capacidade visual da futura mãe ser afetada de várias maneiras na gestação, o bebê também superará etapas até ter uma visão normal



Texto: Natasha Franco e Cristina Almeida / Foto: Shutterstock / Adaptação: Clara Ribeiro

Conheça qual o "ponto de vista" do bebê

Foto: Shutterstock

A visão do bebê é bem diferente da forma como nós, adultos, enxergamos o mundo. Isso não acontece apenas porque a vida é uma novidade para os pequenos! “As estruturas da visão ainda estão se desenvolvendo no recém-nascido”, explica a oftalmologista pediátrica Célia Nakanami, coordenadora do Núcleo de Oftalmopediatria da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e presidente da Sociedade Brasileira de Oftalmologia Pediátrica (SBOP). A especialista explica como funciona a visão dos pequenos:

Visão incerta: o cérebro e a visão ainda estão se desenvolvendo e as imagens serão como vultos. Perto do quarto mês, a região da fóvea, responsável por visão de detalhes, estará formada.

Atenção ao redor: o recém-nascido tem inicialmente maior visão periférica, pois a mácula, que se relaciona com a visão central na retina, começa a se desenvolver ao redor da quarta semana após o nascimento.

Choro seco: o bebê só começa a produzir lágrimas a partir da segunda semana de vida, quando ocorre total desenvolvimento do sistema lacrimal.

Menos piscadas: os bebês piscam bem menos do que o adulto, provavelmente porque, como o olho é menor, é facilmente lubrificado a cada piscada.

Cor dos olhos: a irís nasce sem melanina e será estimulada pelo contato com a luz. Por isso, a cor dos olhos do bebê só se estabiliza após um ano.

Revista VivaSaúde - Edição 139



COMENTE!