assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Dicas de adaptações na casa para evitar quedas de idosos

Publicado em 26 de Jun de 2015 por Marília Alencar | Comente!

Sem perigo de quedas! Os tombos representam a sexta maior causa de morte de idosos no estado de São Paulo, segundo uma pesquisa da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP). Algumas adaptações na casa podem torná-la mais segura, de acordo com recomendações da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT)


    • A cama deve ter altura entre 45 cm e 50 cm para permitir o apoio total dos pés no chão.
    • O criado-mudo tem de ficar 10 cm mais alto que a cama. O ideal é que seja fixado no chão para servir de apoio na hora de se levantar ou se sentar.
    • Caso haja necessidade de maior apoio, a cama pode ter uma grade de proteção.
    • A estante deve estar bem fixa no chão. O ideal é que não haja objetos de vidro.
    • O assento das poltronas e sofá não deve ser muito macio. A altura ideal é de 50 cm, com 70 cm de profundidade.
    • Melhor não usar tapetes. Se forem absolutamente necessários, colocar uma fita antiderrapante sob eles.
    • No boxe, é importante ter piso antiderrapante e barras de apoio. A porta deve ser de material inquebrável.
    • A altura do vaso sanitário deve ficar entre 48 e 50 cm, com barras de apoio 30 cm acima do tampo.
    • O fogão deve ter controles que fecham o gás quando a chama se apaga.
    • O melhor é que a bancada da pia tenha 85 cm de altura e cantos arredondados.
    • Os armários não precisam ser muito altos, e os objetos de uso mais frequente ficam na altura das mãos.

Texto Ivonete Lucírio / Ilustração:  Melissa Lagôa


Revista VivaSaúde/ Edição 144



COMENTE!