assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Volta ao trabalho após o nascimento do bebê

Publicado em 04 de May de 2015 por Marília Alencar | Comente!

Voltar ao trabalho é uma das etapas mais difíceis para muitas mães. Entenda que a separação deve ser planejada



Volta ao trabalho

(Foto: Shutterstock)

Para muitas mães, um dos momentos mais angustiantes após o nascimento de seu bebê é a volta ao trabalho. A necessidade de retornar a rotina social e profissional exige que a mãe deixe seu filho aos cuidados de terceiros, afetando emocionalmente ela e até a criança. É nítida a ligação entre mãe e filho, mas saber lidar com a separação é um processo dificultoso e que deve ser planejado com antecedência pela família. "Durante muitos anos, atuando com gestantes, mães e bebês, pude observar e constatar que esse momento é um dos mais difíceis na relação com o bebê e angustiam muitas mães, acometendo algumas já durante a gravidez. Essa angustia relacionada à separação é perfeitamente compreensível quando entendemos o que se passa na relação da mãe com o seu filho”, afirma Cynthia Boscovich, psicóloga clínica, psicanalista e Membro regular da Sociedade Brasileira de Psicanálise winnicottiana. 

Em alguns casos, os pais optam por deixar o bebê em berçário ou creche, enquanto outros contratam uma babá, a fim de que o bebê não saia do ambiente que já está acostumado. Após a decisão do local onde o bebê ficará, a logística de cuidados também deve ser organizada. É muito importante que o ambiente não mude tão rapidamente e que seja feita uma adaptação com antecedência. Algumas crianças sentem mais essa separação, podendo até mesmo modificar seus comportamentos. Alteração do sono, pesadelos, insegurança e irritabilidade, choros, recusa para comer são alguns dos sintomas. Em pouco tempo, tudo deve se regularizar, contudo, se estes sintomas persistirem, é prudente rever o processo e quem sabe buscar orientação de profissionais.



COMENTE!