assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Cebola roxa para controlar a asma

Publicado em 18 de Jun de 2013 por Leticia Maciel | Comente!

Descubra quais são os benefícios da cebola roxa, alimento que ajuda no controle de alergias



Texto: Revista VivaSaúde Especial Asma/ Foto: Danilo Tanaka/ Adaptação: Letícia Maciel

Rica em quercetina, a cebola auxilia o sistema imunológico e tem ação sobre as histaminas,
culpadas pela inflamação dos brônquios
Foto: Danilo Tanaka

Companheira de diversos pratos e famosa por fazer quem a corta chorar, a cebola, um bulbo proveniente da Ásia, tem diversas propriedades que poupam lágrimas por ajudarem na manutenção da saúde, inclusive a respiratória. Uma delas é causada por uma substância chamada quercetina, que tem grande efeito ao estabilizar os mastócitos e assim diminuir o nível de histaminas no corpo. Essas são substâncias liberadas durante o processo alérgico da asma, que causam a inflamação dos brônquios e o broncoespasmo, mecanismos responsáveis pelas crises de falta de ar. Ela também bloqueia a produção de TnF-alfa e inibe a ativação do nF-kB, duas substâncias muito inflamatórias que são produzidas no organismo, e podem colaborar com o mecanismo da bronquite. Tudo isso contribui para melhorar a respiração e circulação do ar pelos pulmões. Esse nutriente está presente principalmente na cebola roxa, rica em vitamina C e flavonoides. Os últimos auxiliam o sistema imunológico, portanto melhoram a reação do corpo às exacerbações e impedem que vírus e bactérias agravem ainda mais as bronquites. Esse alimento ainda tem propriedades anti-inflamatórias, sempre benéficas quando falamos nesses quadros. Já a vitamina C também reforça as defesas do corpo, ajudando a espantar gripes e resfriados, normalmente as causas das bronquites agudas.

Contra o câncer de boca

Além de blindar o corpo contra as alergias, a chance de desenvolver qualquer tipo dessa doença é 14% menor em quem consome cebola, e, quando falamos em casos específicos, esses números só aumentam. Pesquisas feitas por cientistas da Itália, país que é um grande consumidor do alimento, mostraram que sua ingestão reduz em 88% as chances de aparecimento do câncer de boca, em 56% o de laringe, em 43% o de ovários e em 25% o de rins. Além disso, os médicos do hospital Johns Hopkins Medicine (Estados Unidos) também investigaram sua eficiência contra tumores no intestino, pois a quercetina é capaz de combater lesões pré-cancerígenas nesse órgão.

Como consumir

Como os outros vegetais, é crua que a cebola mantém melhor seus nutrientes e propriedades. Por isso, o indicado é acrescentá-la ao final da preparação. Mas a quercetina consegue ainda se conservar se o alimento for aquecido rapidamente. Portanto, ao servir como condimento de preparações quentes, ela não auxilia a saúde.

Revista VivaSaúde Especial Asma