assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Conheça 15 alimentos funcionais

Publicado em 25 de Nov de 2013 por Leticia Maciel | Comente!

Nutricionistas elegem os ingredientes que mais fazem bem à sua saúde e não podem faltar em sua dieta diária


  • 1-Espinafre 

    Popeye tem razão, as folhinhas realmente garantem força. Contêm vitaminas do complexo B em abundância, importantes para os processos de metabolização dos carboidratos, proteínas e gorduras. Ajudam ainda a manter a saúde dos intestinos. Deixam tudo mais forte: além dos músculos, os cabelos, as unhas e a memória. Estimulam a absorção de ferro e facilitam a produção de colágeno celular. Na hora de preparar, o indicado é cozinhar o espinafre pelo menor tempo possível para que o calor não destrua suas propriedades nutricionais. 

  • 2- Fígado 

    Pode entortar o nariz, mas esse tipo de carne faz bem à saúde, sim. Seja de boi ou de galinha, é uma importantíssima fonte de vitaminas e tem 9 das 11  principais ao organismo. Ajuda na formação de hemoglobina, que transporta oxigênio para os tecidos. Pode ser um aliado no combate à anemia, ou até evitar que ela se instale. 

  • 3- Iogurte

    Contém micro-organismos vivos, que permanecem no intestino e protegem a flora bacteriana. Com isso, inibem as bactérias que fazem mal ao sistema digestório, e turbinam a imunidade. É um santo remédio contra diarreia, mas, nesse caso, deve ser com baixo teor de gordura. É riquíssimo em vitamina B12 e aminoácidos que combatem a anemia, além de cálcio e mineral. Ótima opção para quem não se dá muito bem com o leite. Por ser coalhado, preserva os nutrientes da bebida, mas é de fácil digestão porque seus micro-organismos consomem a lactose.

  • 4- Linhaça

    É um bálsamo para o intestino e contra a TPM. No primeiro caso, porque apresenta em sua composição tanto fibras insolúveis, que ajudam a manter o bom funcionamento do sistema digestório, quanto as solúveis, que formam uma espécie de gel no intestino. Contra a TPM, a linhaça é eficiente porque tem lignanas, que auxiliam no equilíbrio hormonal. Se não bastasse, é altamente nutritiva, com vitaminas B1, B2, C, E e caroteno, além de ferro, zinco, potássio, magnésio, fósforo e cálcio.

  • 5- Brócolis

    Ele é da família dos crucíferos, que exercem um importante papel na redução do risco de cânceres, graças à presença do glucosinato. Essa substância tem ainda propriedades bactericidas e detoxificantes, além de ser rica em fibras, bioflavonoides, vitamina C e A, ácido fólico e ferro. Mais um motivo para comer brócolis: uma pesquisa publicada no Clinical Imunology afirma que ele ajuda a proteger contra inflamações respiratórias que causam asma e rinite alérgica.

  • 6- Ovo

    É uma das principais fontes de colina, substância que entra na formação do tecido cerebral. Graças à luteína e à zeaxantina, o ovo ajuda a prevenir problemas nos olhos como degeneração macular relacionada à idade (DMRI). É também uma boa fonte de vitamina D, que deixa os ossos fortes, e triptofano, que aumenta a sensação de prazer. Sua fama que perdurou durante anos — de algoz do coração — é justificada. O alimento contém uma grande quantidade de colesterol, mas nem todo ele é absorvido, ainda mais se a alimentação for equilibrada. Pessoas com problemas cardíacos devem limitar o consumo a dois ovos por semana. Para quem é saudável, não há mal algum em comer um por dia.

  • 7- Peixes 

    Os melhores para a saúde são os que têm a carne mais gorda como o salmão, o arenque e a cavala. Isso porque na gordura deles há ômega-3, um verdadeiro elixir para o coração. Funciona na prevenção de doenças cardiovasculares, diminuição da pressão sanguínea e do acúmulo de gordura nas artérias, além de melhorar a ação da insulina e diminuir os triglicérides.

  • 8- Maçã

    Há um ditado inglês que diz que “uma maçã por dia mantém você longe do médico”. Uma pesquisa da Universidade da Califórnia, nos EUA, comprovou que tanto a fruta quanto o suco dela retardam os processos de oxidação, que podem levar à formação das placas nas artérias. Além disso, as fibras da maçã agem no estômago e intestino como uma esponja, limpando os resíduos que poderiam provocar má digestão.

  • 9- Soja

    Considerado por vários dos nutricionistas entrevistados um alimento completo. Isso por ser rico em proteínas vegetais de alta qualidade nutricional, fibras solúveis e fitonutrientes. Se não bastasse isso, a soja é pra lá de versátil. Pode ser consumida na forma de suco, queijo (tofu), grãos, molho (shoyu) e proteína texturizada.

  • 10- Romã

    É rica em antioxidantes como o ácido elágico, as antocianinas e fitoquímicos, como as catequinas, que ajudam a defender o organismo do câncer, das doenças cardíacas e de agentes infecciosos. Em sua composição há também uma grande quantidade de manganês, mineral essencial para o fortalecimento dos ossos e dentes, e potássio, associado à redução da pressão arterial.

  • 11- Berinjela

    Um trabalho realizado no Instituto de Biociências da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp) avaliou o efeito do consumo de berinjela em coelhos com colesterol alto. Todos os dias pela manhã, durante três semanas, os animais consumiram berinjela. No final do estudo, o colesterol dos bichinhos caiu 30%. Outro efeito positivo é manter saudável o intestino, pois contém fruto-oligossacarídeos, com ação probiótica.

  • 12- Gergelim

    Bom para quem está na pós-menopausa. A sesamina, uma das substâncias que entram na composição do gergelim, tem atividade estrogênica. Assim, ajuda a repor de forma natural os hormônios que tendem a decair nessa fase da vida. Além disso, é antioxidante e contém uma série de nutrientes, como o cálcio.

  • 13- Quinoa

    O grão é formado por 23% de proteínas. Contém todos os aminoácidos, fi bras e potássio, e é uma ótima fonte de carboidrato com baixo índice glicêmico. Por isso, ajuda a aumentar a saciedade e a proteger contra o diabetes. É um excelente alimento para atletas, vegetarianos e para quem quer emagrecer.

  • 14- Tomate

    É a mais importante fonte de licopeno — que confere a ele a cor vermelha —, com propriedades anticancerígenas e antioxidantes. É especialmente eficiente contra câncer de próstata e trato gastrointestinal, em estudos de laboratório. Falta ainda comprovar, na prática, como funciona nos humanos. Um estudo da Universidade de Northwestern, nos EUA, demonstrou que o licopeno é capaz de agir em células na fase pré-cancerosa, evitando que se transforme em cancerosas. Contém também ácido ferúlico, que preserva os neurônios da degeneração provocada pelo estresse oxidativo, protegendo contra a doença de Alzheimer, de Parkinson e da demência senil.

     

  • 15- Uva e vinho

    Um brinde aos dois. As cascas de uvas vermelhas e roxas escuras são ricas em determinados tipos de compostos que apresentam a capacidade de prevenir a oxidação do LDL — colesterol ruim. Assim, reduzem o risco das doenças cardiovasculares. O vinho tinto apresenta também um alto conteúdo desses compostos, cerca de 20 a 50 vezes maior do que o vinho branco. Além disso, trabalhos recentes mostram que o vinho tinto é também uma fonte significante de resveratrol, elemento encontrado na casca de uvas e que tem a capacidade de prevenir o câncer e doenças cardíacas.

Texto: Ivonete Lucirio/ Fotos: Fabio Mangabeira, Shutterstock/ Adaptação: Letícia Maciel 

Revista VivaSaúde Edição 84



COMENTE!