assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Melancia para controlar a fome

Publicado em 21 de Mar de 2014 por Leticia Maciel | Comente!

Saiba quais são os mitos e verdades da fruta rica em água que ajuda a controlar a fome



Texto: Marcela Carlini/ Foto: Danilo Tanaka/ Adaptação: Letícia Maciel 

A fruta é rica em nutrientes como carboidratos, betacaroteno, vitaminas do complexo B,
ferro, fósforo e cálcio, que são importantes para a regulação do metabolismo
Foto: Danilo Tanaka 

Como é formada só por água, não engorda 

Falso. Em primeiro lugar, a melancia não é formada “só” por água. Em sua composição também há carboidratos, vitaminas, minerais e fibras. Por isso, não se pode dizer que ela não colabore com a oferta de calorias para o dia. Uma fatia (100 g) possui 31 calorias. É pouco, mas é claro que, se for associada a outros alimentos, ou ingerida em grandes quantidades, colabora para a soma de calorias e para o aumento de peso.

É proibido comê-la à noite 

Falso. Embora exista esse mito, não faz mal ingerir melancia no período noturno. O único inconveniente é que, se ela for consumida em excesso, pode promover estimulação urinária, por conta do seu alto teor de água. Basta dosar a quantidade ingerida, para não comprometer o sono – devido ao aumento das micções.

Provoca saciedade 

Verdadeiro. Essa sensação é basicamente provocada pelo teor de fibras que o alimento possui. No estômago, e em presença de água, a molécula de fibra incha, dilatando o órgão e proporcionando saciedade. Mas, no caso da melancia, está mais relacionada ao alto teor de água da fruta, que dilata o estômago.

Faz mal engolir os caroços 

Falso. A semente da melancia é composta pela fibra da fruta, e esse é outro mito que a envolve. Entretanto, por serem muito fibrosas – e o nutriente tem a característica de passar intacto pelo  ingeridas em excesso, as sementes podem causar “empachamento”, que é a sensação de estômago cheio, mesmo com pouca quantidade de alimentos.

Não pode ser misturada com leite 

Falso. Não há nada que comprometa sua mistura com o leite. Existem inúmeras preparações com essa combinação. Por exemplo: sorvete de melancia, mousse de melancia, pudins etc.

Faz bem para o organismo 

Verdadeiro. A fruta é rica em nutrientes como carboidratos, betacaroteno, vitaminas do complexo B, ferro, fósforo e cálcio, que são importantes para a regulação do metabolismo. Ela também se destaca pela presença de licopeno e glutationa, compostos antioxidantes que inibem os radicais livres, protegendo o organismo de doenças infecciosas e até mesmo do câncer.

Diabético não pode comer a fruta 

Falso. A pessoa diabética pode ingerir, dentro das quantidades permitidas, qualquer fruta. Acontece que algumas delas, por possuírem alto teor de frutose, não devem ser consumidas em jejum, uma vez que alteram a glicemia (taxa de açúcar no sangue).

Revista VivaSaúde Edição 81