assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Vinho para diminuir o colesterol

Publicado em 06 de Jun de 2014 por Leticia Maciel | Comente!

Quando consumida na dose certa, essa bebida campeã em resveratrol garante enormes benefícios para o seu coração



Texto: Marcela Carlini/ Foto: Shutterstock/ Adaptação: Letícia Maciel/ Adaptação: Letícia Maciel 

O vinho é capaz de diminuir o colesterol ruim (LDL) e aumentar os níveis do
colesterol bom (HDL) no organismo. Mas é preciso atenção ao consumir 
Foto: Shutterstock 

É uma bebida calórica 

Uma taça (125 ml) de vinho branco possui 180 kcal; a mesma quantidade de vinho tinto possui 110 kcal, enquanto que 10 ml de vinho do tipo moscatel contêm 137 kcal. A ingestão moderada da bebida consiste nas seguintes recomendações: uma taça de vinho por dia, o que equivale a 30 ml de álcool no organismo para os homens. No caso das mulheres, recomendasse no máximo 15 ml de álcool, ou seja, metade da dose indicada.

Quem pode consumir 

Em hipótese alguma as crianças devem ingerir bebidas alcoólicas, assim como cardíacos, gestantes, portadores de câncer ou doenças no fígado ou rins, hipertensos, obesos e indivíduos que sofrem de dislipidemia (níveis elevados de gordura no sangue) ou que acabaram de passar por uma cirurgia bariátrica. Para as crianças, recomenda-se a ingestão de suco de uva, que é tão bom quanto o vinho para o coração, mas também deve ser consumido com moderação por conter alto teor de açúcar.

Uma taça ao dia previne problemas no coração 

Quando ingerida na medida correta, a bebida previne problemas no coração. Isso graças ao resveratrol, um antioxidante que ajuda na prevenção das doenças obstrutivas das artérias. O vinho tinto tem sido apontado como método terapêutico para manter um coração saudável. No entanto, todos os indivíduos que ingerem bebidas alcoólicas (mesmo em pouca quantidade) não estão isentos de riscos. O álcool pode causar dependência e agravar doenças como hipertensão arterial, aumento de triglicérides, danos hepáticos, obesidade entre outras.

Composição 

Dependendo do tipo de vinho pode ser feito com uvas vermelhas e brancas. Quanto ao resveratrol, ele é mais concentrado no vinho tinto quando comparado ao branco, mas pode ser encontrado nas sementes das uvas e na película das uvas pretas. Outras boas fontes desse antioxidante são as castanhas e as frutas vermelhas silvestres.

Diminui o colesterol 

O vinho é capaz de diminuir o colesterol ruim (LDL) e aumentar os níveis do colesterol bom (HDL) no organismo. No entanto, é importante lembrar que, por ser uma bebida alcoólica, se ingerida em quantidades excessivas, pode contribuir para o aumento das taxas de triglicérides no sangue, assim como para a elevação dos níveis de pressão arterial. A soma desses dois fatores é extremamente prejudicial à saúde, já que aumenta o risco de um acidente vascular cerebral (AVC).

Alerta para diabéticos 

O ideal é que as pessoas portadoras de diabetes não sejam estimuladas a consumir bebidas do tipo alcoólicas. Independentemente da quantidade de açúcar que possuem, tanto o vinho seco quanto o suave não devem ser ingeridos sem a recomendação do médico que acompanha o tratamento desse indivíduo. Já nos casos dos diabéticos que fazem uso de medicamentos hipoglicemiantes, nunca se deve recomendar a ingestão de bebidas alcoólicas.

Revista VivaSaúde Edição 129

 



COMENTE!