assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

10 dicas para eliminar os vilões da dieta

Publicado em 26 de Feb de 2015 por Marília Alencar | Comente!

10 dicas para eliminar os vilões da dieta. Conheça os alimentos que contribuem para a formação da gordura abdominal e tente evitá-los:



Texto Ivonete Lucirio/ Foto: Shutterstock

Dieta
(Foto: Shutterstock)

1. ALIMENTOS COM GORDURA TRANS. Apesar da campanha para que ela desapareça das prateleiras, ainda há alguns produtos que a usam em sua composição. É o tipo de ácido graxo que vai diretamente para a cintura.

2. REFRIGERANTES. Um copo contém quatro colheres de sopa de açúcar. “Isso faz com que a glicemia suba rapidamente, gerando mais energiado que o corpo é capaz de utilizar ao mesmo tempo. O excesso dessa energia irá se transformar em triglicerídeose posteriormente em gordura abdominal”, explica a nutricionista IntyDavidson, de São Paulo.

3. BEBIDAS ALCOÓLICAS. As piores são as destiladas, que têm uma alta dosagem alcoólica, o que aumenta a glicemia.

4. FRITURAS DE IMERSÃO, COMO BATATA FRITA E BIFE À MILANESA. Esses alimentos ficam com quase o dobro de calorias em relação à versão assada ou cozida. Então, mesmo que você coma pouco, eles gerarão muitas calorias.

5. PIZZA. A massa é feita com muita farinha refinada, de digestão rápida, que também provoca elevação acima do normal da glicemia. Além disso, costuma ser acompanhada por queijo e molho, fontes de gorduras ruins.

6. MACARRÃO. Normalmente, comemos em quantidade maior do outro carboidrato, o arroz. Não é incomum consumir os dois na mesma refeição, e carboidrato em excesso é sinal de glicemia também exagerada e acúmulo de gordura na cintura.

7. DOCES. Ricos em açúcar — que eleva a glicemia e a energia extra se acumula na cintura —, normalmente também vêm acompanhados de gordura.

8. CREME DE LEITE. É rico em gordura saturada, que eleva o colesterol e se acumula na cintura.

9. GORDURA ANIMAL. Bacon, carne vermelha, manteiga e queijos amarelos aumentam a adiposidade do corpo.

10. LEITE. Algumas pessoas têm intolerância à lactose, o que pode provocar a formação de gases. Nesse caso, portanto, não é gordura que se acumula na região do abdome.

Revista VivaSaúde/ Edição 100



COMENTE!