assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Alimentos energéticos

Publicado em 13 de Feb de 2013 por Leticia Maciel | Comente!

Descubra quais são os alimentos que podem fornecer energia extra para o organismo.


  • Cérebro afiado com coco

    A polpa é rica em lipídios (gordura), fonte de energia. A vantagem do óleo de coco é que sua gordura é composta por ácidos graxos de cadeia longa, aproveitados para a produção de energia.

    Ponto forte: atua sobre o cérebro e tem substâncias que aumentam o fluxo de sangue no local, melhorando seu desempenho. Mas não abuse de seu consumo. Três vezes por semana bastam. No caso de óleo use-o em cápsulas ou no tempero de saladas.

    Valor calórico: um pedaço (unidade) com 7 g contém 9,17 kcal.

     

  • Vigoroso açaí

    Quando consumido junto com granola e banana, aumenta ainda mais a sua capacidade de fornecer energia. Todos podem consumi-lo, mas é mais indicado para aqueles que praticam alguma ativiade física, intensa ou não.

    Ponto forte: seu alto teor de gorduras insaturadas fornecem energia e, de quebra, ainda promovem uma importante redução de níveis de colesterol total e do colesterol LDL, considerado ruim para a saúde. Além disso, o alto teor de carboidratos e de açúcar fornecem vigor com rapidez considerável.

    Valor calórico: uma porção de 100 g contém 110 kcal.

  • Banana, pique concentrado

    A fruta melhora o estado geral do organismo. Graças ao tripofano, um tipo de proteína é convertido em serotonina, que é o neurotransmissor que melhora o humor. Rico em ferro, estimula a produção de hemoglobina no sangue e ajuda em casos de anemia. Quando é seca (passa), traz mais energia, assim como todas as frutas-passas, os nutrientes aparecem de forma mais concentrada.

    Ponto forte: contém três acúcares naturais: glicose, frutose e o amido, todos fornecedores de energia. Pesquisas científicas mostram que duas bananas são suficientes para prover energia para um exercício físico intenso de 90 minutos de duração.

    Valor calórico: uma unidade de banana prata (40g) possui 39,40 kcal.

  • Castanha-do-brasil, metabolismo em alta:
    O grande diferencial da castanha é o selênio, ótimo oxidante, que impede a formação de radicais livres. É responsável pela formação do T3, hormônio ativo no funcionamento do metabolismo. sabe-se que duas castanhas por dia fazem subir o nível de selênio no sangue em 65%.

    Ponto forte: sua constituição é de 60% a 70% de lipídios e de 15% a 20% de proteína, fontes de energia para o corpo, sem falar dos minerais como fósforo, cálcio, magnésio, potássio, zinco, manganês e cobre.

    Valor calórico: uma unidade de castanha que possua 4g é igual a 27,32 kcal.

  • Ovos para manter o equilíbrio

    São ricos em nutrientes como tiamina, riboflavina, folato, vitaminas B6 e B12, essenciais para a produção de energia. Como não causa picos de açúcar ou insulina no sangue, faz com que se torne uma fonte de energia mais estável. Um ovo ao dia já é para garantir seus benefícios. Para atletas, dois.

    Ponto forte: trazer energia para os músculos. um estudo publicado pelo jornal NutritionToday, feito com base em 25 outras pesquisas, sugere que sua proteína contribui para a formação dos músculos, dá saciedade e energia. tudo graças à leucina, aminoácido que determina como eles usam a glicose disponível no organismo.

    Valor calórico: uma porção de ovo com 45g tem 71 kcal.

  • Quinoa, Para evitar a fadiga:

    É considerado o melhor alimento vegetal. tão boa assim, pode ser consumida todos os dias em saladas, shakes, ou in natura.

    Ponto forte: oferece boa reserva energética pois é rica em carboidratos e proteínas. Contém altas concentrações de vitamina B, principalmente B6, que age no corpo contra a fadiga. oferece ferro, fósforo, cálcio e outras vitaminas além da b, como C e D.

    Valor calórico: uma porção de 45g (2 colheres de sopa) possui 166 kcal.

  • Mel, melhor que açúcar

    Fonte de carboidratos. Não há limite para o consumo, desde que não haja preocupação com a silhueta: uma colher de sopa tem 62 kcal.

    Ponto forte: “embora seja um produto natural, que não passa por refinos industriais e não recebe aditivos químicos,ele age da mesma maneira que o açúcar em nosso organismo, tem digestão e absorção muito rápidas”,explica Inty Davidson. mas com a vantagem de não trazer seus malefícios.

    Valor calórico: um porção de 15g (1 colher de sopa) é igual a 46,95 kcal.

  • Damasco seco, refil de energia

    Fonte rica de vitaminas e minerais, que repõem com rapidez a energia, principalmente durante os exercícios físicos. Tem também bastante açúcar na forma de frutose, melhor para o organismo que a sacarose.

    Ponto forte: suas fibras fazem com que a digestão seja lenta e gradativa, gerando energia. É rico em triptofano, substância que melhora o humor, quando seco, traz mais energia do que a versão natural.


    Valor calórico: uma unidade de damasco (7g) confere 9,17 kcal.

  • Arroz, força integral

    O mesmo vale para o macarrão, o pão, os grãos e as farinhas integrais. A recomendação para a ingestão de carboidratos é de 5 a 9 porções por dia, sendo que duas delas podem ser escolhidas entre essas fontes.

    Ponto forte: carboidratos são as principais fontes de energia para o organismo. E o arroz tem também vitamina B6, que ajuda a manter os níveis de energia e a promover maior resistência à fadiga. ele é rico em fibras, que apresentam digestão mais lenta que os de versão refinada. As vantagens: menor sobrecarga para o pâncreas, menor chance de acúmulo de triglicérides no sangue e gordura na cintura, e sensação de saciedade, já que passa mais tempo fornecendo energia na forma de glicose ao corpo.

    Valor calórico: uma porção de 20g (1 colher de sopa) tem 51,40 kcal.

  • Tubérculos, energia de longa duração

    A mandioca e o inhame, por terem mais fibras, apresentam também uma digestão mais lenta, fazendo com que a sensação de energia e de saciedade se prolongue. Como a recomendação é ingerir 5 a 9 porções de carboidrato por dia, duas delas podem vir dos tubérculos. Mas não é preciso comê-los todos os dias. Intercale outras fontes.

    Ponto forte: batata-doce, batata, mandioca, inhame etc. São outras excelentes fontes de carboidratos. como o índice glicêmico — rapidez com que um alimento aumenta a taxa de açúcar no sangue — desses alimentos é baixo, a energia é produzida de forma mais controlada e ainda dura por mais tempo.

    Valor calórico: uma unidade pequena de batata inglesa (70g) possui 59,50 kcal. Evite comê-los todos os dias.

  • Algumas bebidas que também são fontes de energia
    Café: contém cafeína, um estimulante que ajuda a manter o sistema nervoso em alerta e, assim, ter maior grau de energia e potencial de concentração.

    Chá-verde: acelera o metabolismo e ajuda a queimar a gordura corporal. O extrato do chá tem altas concentrações de antioxidantes, tais como a catequina e os polifenois, que potencializam o efeito da cafeína presente em suas folhas.

    Guaraná: sua composição também é rica em cafeína e tem a capacidade de quebrar as gorduras para, depois, transformá-las em energia.

Texto: Ivonete Lucirio/Ilustração: Tato Araujo/ Adaptação: Letícia Maciel



COMENTE!