assine

Newsletter

Receba as novidades, cadastre-se

Cortar alimentos com glúten não garante a perda de peso

Publicado em 11 de Aug de 2014 por Marília Alencar | Comente!

Abolir alimentos com glúten das refeições pode prejudicar consumo adequado de carboidratos e não garante a perda de peso



Proteína presente em produtos feitos de trigo, como as massas, é proibida apenas para

celíacos

(Foto: Shutterstock)

O glúten, proteína presente em produtos feitos de trigo, como as massas, muitas vezes, é visto como vilão da perda de peso. Mas uma dieta sem essa proteína não garante o emagrecimento e é indicada somente para quem tem intolerância à substância, alergia ou, ainda, aqueles que sofrem da doença celíaca, como explica Alessandra Godoy, nutricionista da Equilibrium, consultoria da Adria, uma das principais marcas de massas e biscoitos do Brasil. “O glúten em si não engorda e a ciência ainda não comprovou que ele seja prejudicial para indivíduos não celíacos, ou que possuam alergia ou intolerância ao glúten”, diz Alessandra. 

Na realidade, a perda de peso causada pela exclusão do glúten vem da restrição nos alimentos ingeridos e a consequente redução na ingestão calórica diária. “Ao retirar alimentos com glúten a pessoa naturalmente vai consumir menos calorias, pois grande parte da alimentação natural é composta por estes alimentos”, explica Alessandra. “Mas não é o glúten que causa ganho de peso e sim os acompanhamentos gordurosos e calóricos consumidos juntos que podem dificultar o emagrecimento”, reforça.

Os principais efeitos sentidos por quem restringe o consumo de carboidratos são cansaço, dores de cabeça, sonolência, fraqueza, falta de concentração, tontura e até desmaios. Por isso, manter uma dieta balanceada, com quantidades adequadas de carboidratos, proteínas, vitaminas e minerais é muito importante para o bom funcionamento do organismo.



COMENTE!